Esse não é mais um blog sobre empreendedorismo

O dia a dia da construção de uma startup contada por quem está dentro da montanha russa do empreendedorismo

Comecei a pensar em empreendedorismo em 2011 e sempre  senti falta de uma coisa: relatos, histórias e textos sobre o desafio de empreender e construir uma startup do zero contados por quem está empreendendo. Têm alguns textos muito legais sobre isso, como o livro Startup Brasilvídeos do Rodrigo Baerartigos da Endeavor, posts do Brian Requarth, etc. 

Mas o que mais têm por aí são as famosas “fórmulas mágicas”:

  • Aumente sua base de usuários com um especialista em Google Adwords
  • 10 passos para alcançar 1.000 seguidores no Instagram
  • O guia definitivo sobre SEO
  • 5 dicas para aumentar seu tráfego
  • Tudo que você precisa fazer para aumentar suas vendas em 400%
  • 10 formas para contratar os melhores talentos

A lista é longa e sempre igual: promessas, fórmulas, guias, passo-a-passo e outras formas de alcançar o que quer que seja: crescimento, vendas, usuários, investimento, sócios, mídia, etc.

Qual o problema de tudo isso? Na verdade, nenhum! Tem gente que curte esses conteúdos, vê relevância e aplica no próprio negócio.

Mas eu não! De  dentro da montanha-russa para construir o Yubb como o primeiro buscador de investimentos pras pessoas investirem melhor (conto mais sobre o Yubb em outro momento!), essas “fórmulas mágicas” nunca me ajudaram muito. Sabe o que mais me ajuda? Aprender com aqueles que embarcaram nesse caminho antes de mim e já enfrentaram os desafios que estou enfrentando agora. 

Em outras palavras: não quero saber receitas e fórmulas para os desafios que tenho no Yubb. Quero saber como os outros empreendedores que vieram antes de mim lidaram com esses desafios. Isso me ajudaria, faria de mim um empreendedor melhor e contribuiria pra todo o ecossistema de empreendedorismo!

A moral da história? Aprender diretamente daqueles que já fizeram o que eu tô fazendo é  infinitamente melhor do que aprender de outras fontes. Nada contra os outros produtores de conteúdo que usam as “fórmulas mágicas” – é apenas uma preferência pessoal por acreditar em uma outra forma de relato.

Mas e aí? O que tudo isso quer dizer? Ao invés da lista de fórmulas mágicas daí de cima, imagina que incrível seria saber:

  • Como o NuBank explodiu em número de usuários de forma orgânica e viral?
  • Quais foram os passos do GuiaBolso para fechar as primeiras parcerias para gerenciar as despesas dos seus usuários?
  • O que fez com que os fundadores do Buscapé não desistissem do negócio mesmo após ameaças de processos por lojistas?
  • Quais foram os diferenciais e estratégias da 99Táxis para se tornar o principal aplicativo de táxis do Brasil, mesmo não tendo sido o primeiro a ser criado?
  • Como o BankFácil, fundado por um estrangeiro, recebeu investimentos de alguns dos principais investidores e fundos de venture capital?
  • Como a Resultados Digitais se tornou um gigante do marketing digital brasileiro com algumas soluções melhores do que startups e empresas dos Estados Unidos?
  • O que a EasyCrédito faz para ser uma das startups que mais aparecem na mídia brasileira?
  • Como o Banco Neon conseguiu fazer uma parceria com um banco e se tornar a referência que é hoje?

Empreender é uma das coisas mais difíceis no mundo dos negócios. Que tal aprender com quem tá passando pela mesma trajetória?

 

O que esperar desse blog sobre empreendedorismo?

Quero fazer um relato sincero, verdadeiro e muito transparente (sem comprometer aspectos estratégicos do Yubb) sobre os desafios, conquistas, quedas, medos, anseios, frustrações e muitos outros assuntos do meu dia a dia como fundador e CEO do Yubb. Um gostinho do que esperar:

  • De onde veio a minha vontade de empreender?
  • Como surgiu a ideia do Yubb enquanto eu estudava em Londres?
  • Como encontrei programadores para o Yubb depois de quase desistir de empreender por causa de programadores?
  • Como eu faço (ou tento!) pra superar medos e preocupações com o Yubb?
  • Onde eu encontrei os primeiros investidores do Yubb?
  • Como a gente fez as nossas primeiras parcerias?
  • Limitada? S.A? EIRELI? Qual a formatação jurídica do Yubb?
  • Como é criar uma cultura em uma startup?
  • Quais ferramentas a gente usa para melhorar eficiência?
  • Como foi ouvir de um investidor que o Yubb não era um bom projeto?
  • O que faço para não desanimar em rodadas de captação de investimento?
  • Como fiquei mais de dois anos sem receber nenhum real empreendendo?
  • E muito mais! 

Quero muito que isso seja útil pra quem tá pensando em empreender ou começando a empreender agora, mas longe de querer ser um especialista sobre o assunto! Não sou professor, mentor, investidor de startups, pesquisador e nada do tipo.

O objetivo é muito mais tranquilo: contar sobre o meu dia a dia para ajudar outras pessoas – e também receber ajuda, sugestões e insights daqueles que já estão na frente nessa montanha-russa!

Por fim: sou fã do blog do Alex Turbull e do relato que ele faz sobre a jornada dele na construção do Groove. Já troquei e-mails com ele, recebi dicas e há algum tempo queria fazer algo parecido no Brasil. Foi daí que veio a ideia pra esse blog.

Deixa um comentário aqui embaixo contando qual o maior desafio que você sente empreendendo ou que imagina que pode ser pra empreender! Ou qualquer outra dúvida ou comentário =)

Um abraço e arrebentem em 2017!

Bernardo

Sou fundador e CEO do Yubb (yubb.com.br), o primeiro buscador do Brasil para que qualquer pessoa com no mínimo R$ 30,00 encontre melhores investimentos para ganhar mais do que a inflação. Meu e-mail: bernardo@bernardopascowitch.com.br